Jnet News o Blog da verdade.

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Participantes de protesto de 11/07 recebem R$ 50 para ir à Paulista

Aconteceu o que todos sabíamos, PASSEATA DOS PARTIDOS DO DIA 11 FOI ARMADO E AS PESSOAS PAGAS COM R$ 50,00 PARA VESTIREM OS COLETES DOS PARTIDOS E BALANÇAR AS BANDEIRAS DOS NOSSOS ASSASSINOS!

 O POVO CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS



Na foto acima vemos a esquerda o verdadeiro povo lutado e morrendo nas ruas para acabar com os da direita, que matam milhares de brasileiros por ano, TEMOS QUE DESTRUIR ESSES PARTIDOS DE UMA VEZ POR TODAS!


Jovens foram pagos por centrais sindicais, que negaram a contratação de pessoas para os atos realizados no Dia Nacional de Lutas, nessa quinta-feira, 11.

TODAS ESSAS "MANIFESTAÇÕES" ABAIXO, QUE NA VERDADE SÃO PASSEATAS DOS PARTIDOS, NUNCA REPRESENTARAM O POVO! TODOS PAGOS PELO PT PARA DESTRUIR AS MANIFESTAÇÕES VERDADEIRAS DO POVO.





Todos estão com coletes para a policia poder identificar quem é povo e quem são dos partidos. A policia está lá para defender os partidos e matar o povo. Nesses de coletes de partidos a policia não toca, nem faz cara feia.







Os protestos desta quinta-feira, 11, das centrais sindicais em São Paulo foram engrossados por militantes contratados. A reportagem do Estado localizou dois jovens que disseram ter sido pagos pela Força Sindical e um terceiro que afirmou que iria receber da CUT. As centrais negaram a contratação de pessoas para os atos.

O cobrador de ônibus Antonio Roque de Castro, 19 anos, disse ao Estado que recebeu R$ 50 para agitar uma bandeira da Força Sindical das 9h às 14h na Avenida Paulista. O desempregado Paulo Fernando Gonçalves, 18 anos, também contava com "ajuda de custo". "Todo mundo vai receber os R$ 50 na Praça da Sé." 

O jovem que disse ter sido contratado pela CUT não quis ser identificado. A reportagem da rádio CBN flagrou manifestantes sendo pagos — também com R$ 50 — na região do Masp. Eles disseram que o pagamento era realizado por sindicalistas da União Geral dos Trabalhadores (UGT).

A Força Sindical negou ter pago cachê para militantes. A UGT também negou. "Não pagamos absolutamente ninguém", disse Ricardo Patah, presidente da entidade. "Mas não temos controle sobre todos os sindicatos. Algumas pessoas podem ter dado dinheiro para alimentação e transporte dos trabalhadores, porque muitos saíram de madrugada para vir ao ato."

AGORA ESSAS FOTOS ABAIXO É O POVO VERDADEIRO LUTANDO CONTRA CORRUPÇÃO E MORRENDO, SETE PESSOAS MORRERAM MANIFESTANDO E MILHARES FICARAM FERIDAS LUTANDO PELO BRASIL.